sábado, 25 de fevereiro de 2017

Carnalixo: Eu já fui um Macaco no Carnaval

Por incrível que pareça, eu não sou e nunca fui totalmente contra o carnaval.





Carnaval na adolescência

Se me lembro bem, eu ainda era um macaquinho feio e desnutrido quando comecei a frequentar o carnalixo da minha cidade. Eu tinha por volta dos 14 anos e dificilmente podia ficar na rua até 0h. Como eu era feio e um pouco tímido, foi perder o BV só por volta dos 14, 15. Olhando hoje, e comparando com diversos lixos que frequentam o blog, pode até parecer que foi uma idade normal. Tem caras que nunca beijaram uma mulher mesmo depois de adulto. Só que no meu círculo social, a maioria com 12 anos já tinha beijado e com 14 já pegavam todas as menininhas do colégio.

Então, essa época do ano era uma das únicas oportunidades que eu tinha de tentar ser menos lixo perante amigos e minha mente de jovem idiota. Lembro que na época não tinha tanta fiscalização de menores e de bebidas, então era só achar alguma gatinha meio tonta, era só chegar em várias... É carnaval! Todo mundo pega alguém. Errado!


Eu fazia muito sucesso com essa daí... A garrafinha de maracupinga.


Na época eu andava com amigos de bairro e de escola, em sua maioria negros, estilo malandragem. E eu até fui assim, só que eu ainda tinha aquela cara de beta bonzinho, então várias preferiam pegar os malandros e eu acabava sobrando. Claro que cheguei a pegar algumas menininhas, mas lembro de chorar no meu quarto sozinho no final de um carnaval onde eu não peguei simplesmente ninguém. E se você não pegasse ninguém era chamado de PN (pega ninguém, pega ninga) e zoado pela galera toda por dias, meses e anos. Então, por um lado eu me divertia com amigos, estava vivendo a adolescência, mas por outro eu não me encaixava por ser feio, um pouco tímido e burro e não fazer a linha malandro canalha.

A minha adolescência e época de criança foi muito boa, não me arrependo de quase nada. Mas, penso que talvez se tivesse crescido em um ambiente mais classe média eu teria participado de outras coisas, viagens, festas diferentes e menos um pouco essa macaquice de álcool, axé e pegação. Também não tinha tanta pressão na época por estudos e eu malandrei muito, sem que meus pais se importassem tanto. A culpa maior talvez seja minha, mas é engraçado como naquela época eu tinha muitos colegas e amigos pra ocupar o tempo com bobagens e hoje se eu me trancar no quarto dificilmente alguém me liga.


Carnaval na vida adulta

Mulheres que eu pegava na adolescência, que eu comecei a pegar de vez em quando e que eu nunca peguei praticamente.


Em dado momento da minha vida imunda, lá pros 17 anos, eu me mudei de casa e já estava desesperado para começar a trabalhar, visto que minha família estava afundada em dívidas e a pressão por dinheiro e status encima de um jovem chimpa é descomunal. Inevitavelmente eu me afastei de vários amigos da adolescência e comecei a ter mais amigos brancos e de classe média.

Com meus 18/19 anos consegui o primeiro emprego e foi aí que eu "curti muito" e ao mesmo tempo me fodi muito. A maioria dos meus amigos classe média brancos eram sustentados pelos pais. Não eram ricos, e por diversas vezes eu tinha mais grana que eles, visto que eu trabalhava e tinha um salário só pra mim praticamente. Mas, no geral todos ganhavam de mim em tudo: beleza, casa, família grande e unida, viagens, etc.

A pressão por pegar mulher nessa idade, e com essa nova turma, era de certa forma aceitável. Tinha um ou outro que pegavam geral, e eles competiam entre si, não enchiam muito o saco de quem não pegava ou pegava poucas. O convívio e o ambiente social era muito propício a fazer novas amizades e conhecer novas pessoas, novas mulheres. Na adolescência a gente jogava bola e conversava na rua e só. Só conhecia as meninas do colégio e pra conhecer meninas novas era só carnaval mesmo. Nem internet tinha direito e eu só fui ter depois de velho.


Eu já pintei o topete kkkkkk


Então, é claro que eu pensei que tudo que havia sonhado na adolescência iria começar a se realizar: festas, sexo, curtição e sucesso. Errado de novo! Eu frequentava várias festas, churrascos e etc. No carnaval ia pra cidades semi-boas com a galera. Bebia todas, vivia a vida sem limites, mas nem por isso estava sendo do jeito que eu imaginei.

Não vou mentir, peguei muita mulher nessa época. De vários carnavais que passei, um ou outro eu não peguei mulher direito, sendo que teve ano de pegar mais de 20 em um dia. Acontece que durante um tempo foi até legal e pra muitos isso pode parecer coisa de alfa, mas beijo era apenas beijo. Ainda tinha uma importância muito maior. Na adolescência então nem se fala, valia ouro. Tinha aquelas coisas de beijar atrás da escola, da igreja, de tentar passar a mão e a menina tirar e etc. Hoje os adolescentes e as pessoas em geral estão transando e não tem mais isso de beijar só. Tem cara que já conta quantos boquetes ganhou no carnaval.

Enfim, a maioria que eu beijava no carnaval e também em baladas eram submedianas e às vezes medianas. Notas 7? Dificilmente. 8 e 9 eu nem lembro. E eu nunca comi ninguém no carnaval. NUNCA. Hoje isso é comum e, mesmo na época, alguns amigos transavam e a gente ficava sabendo de várias putarias que aconteciam. Eu só conseguia beijar algumas em festas, carnaval e círculo social, por que com o tempo deixei de ser um pouco tímido, sabia ser piadista e sarcástico e não aparentava ser um mendigo. Com minha graninha eu podia comprar bebidas, roupas mais ou menos e pagar as coisas (mas eu não pagava bebida pra mulher nem fodendo, mesmo ainda sendo um chimpa completo).


O lado bom do carnaval pra mim



Mesmo eu sendo quase um completo fracasso na parte que interessa (pegação), eu curtia e não descarto curtir futuramente. Eu odeio o meu trabalho e o mundo trabalhista com a força de mil favelados fazendo arrastão na praia, então essa época era pra mim a maior libertação do mundo trabalhista. Era também a única possibilidade de mudar um pouco de ambiente e de viajar, pois minha família nunca viajou comigo e eu nunca tive companhia para viajar em outras épocas do ano.

Tem vários retardados que falam que vão pra dançar, pra ver o movimento e outras coisas que não fazem sentido no meio de um ambiente micareta. Então, é claro que a maioria está ali pra pegar alguém ou no mínimo para o "vai que...", se aparecer alguém interessante ou uma oportunidade que meu cérebro retardado grite mais alto, esqueço que "vim pra pular carnaval" (pular carnaval é muito tosco kkkk). Eu também ia pra pegar mulher. Assim como na adolescência, continuava a ser uma oportunidade de pegar mulheres mais dispostas (bêbadas, traindo, loucas ao extremo e até feias) a ficar com um feio como eu.

Meus amigos, apesar de não serem exatamente amigos, são legais e eram legais na época. São os verdadeiros colegas de golo, mas eram bons colegas. Então, por mais chimpa que pareça, era legal curtir com eles e zoar com o gado, num verdadeiro espetáculo Pão & Circo. Tudo isso proporcionado por doses cavalares de álcool, é claro. Pra quem não bebe nada de álcool, não faz sentido nenhum passar carnaval de rua.


Conclusão

Hoje eu tenho uma visão muito diferente das coisas, não pego mais barangas (talvez beirando o coma alcoólico eu pegue), sou mais responsável, gosto de economizar e aportar e tenho pouca paciência para várias chimpagens que acontecem no carnaval. Quando você vai ficando mais velho, também fica mais cansado e desanimado. O álcool parece um legítimo veneno para seu corpo e os momentos caseiros são tão bons ou melhores que baladas, churrascos, saídas em geral.

Mas, a vida não faz sentido nenhum e a gente não sabe o dia do amanhã. Não é pra ser um carpe diem retardado e nem pra justificar falhas de caráter como vadias imundas que traem o marido e fazem gangbangs. É pra tentar achar um equilíbrio. A independência financeira ou a semi-if devem ser buscadas, mas dependendo de como for sua vida, é melhor "sobreviver" um pouco lá fora do que só no quarto.

Muita gente fala que festas, carnaval e esses ambientes são falsos, ilusórios, e de pessoas que estão ali fazendo que são felizes. Mas, eu acho que é justamente pra isso que esses ambientes servem. Pra você esquecer um pouco a vida miserável e imunda, pra afogar as mágoas, pra jogar conversa fora e pra fugir um pouco dos seus medos diários.


Às vezes beber só no quarto chorando não é o bastante.


Eu tenho começado a pensar que temos que ter mais equilíbrio em nossas vidas. Claro, que tudo depende do seu gosto. Se não gosta de ambientes como carnaval e baladas, nem mesmo bêbado, não frequente! Tenha em mente os princípios e regras já faladas várias vezes no mundo da real, do MGTOW, da blogosfera de finanças e de outros canais e ajuste com o que for melhor pra você. Não coloque mulheres no pedestal e não gaste mais do que pode. Hoje meus colegas de golo também estão mais centrados, muitos estão namorando, correndo atrás da carreira e um ou outro ainda fazem merdas como descolorir o cabelo ou a barba no carnaval kkkk. Se você tem colegas que não são chimpas ao extremo, vá lá e saia uma vez quando eles te chamarem.

Enfim, tudo depende de como está sua vida e de como você quer sobrevivê-la. Eu tentei por várias vezes abandonar meu passado, largar o álcool completamente, viver só de estudos e de coisas ditas produtivas, mas não deu pra mim. Se você não sente falta nenhuma de sair, não saia. Mas, mesmo para outras coisas da vida que você abandonou quando se tornou um homem melhor, se alguma delas te faz minimamente bem, se houver equilíbrio, não vejo por que não. 

O ideal seria buscar um estado mental de equilíbrio e satisfação, sem cair na matrix da vida e sem se colocar pressão ao extremo. Essa pressão por sucesso e essa mania de nos comparar com os outros a todo momento, também é prejudicial. De todas as chimpagens que já fiz, de tudo que eu falei neste post, o que eu mais me arrependo é de não ter aproveitado os momentos apenas pelos momentos, e de ter ficado martelando minha mente com desejos em excesso por pegar mulheres e fazer bonito para os outros.

----------------------- 

E o carnaval pra você? Como era, como é? Você acha que é possível equilibrar uma vida fora e dentro da matrix?

Abraço do Lixo!

Próximo post quarta (01/03) 
Atualização Financeira e Considerações sobre o mês, anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: quando der na telha (de preferência aos sábados ou domingos);
Podcast Mundo Lixo: todo FDS (ou quando der);

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...

Podcast Mundo Lixo - Nº 08

Depois de "anos", volto com um novo episódio de péssima qualidade sonora e de produção, mas trazendo mais casos de ódio aos homens, Papa, Trump e as merdas de sempre no Brasil.





O iTunes tá me dando muita dor de cabeça, mas assina lá que já já estará tudo em ordem. Link na descrição, procure na iTunes Store ou baixe o Podcast Addict no Android.

Link das notícias:

Buças no Pedestal (Mulheres e suas insanidades anormalidades)





Lixo a Lixo (Cotidiano)





Internaciocaos (Mundo)







----------------------- 

Se inscreva lá no canal e se puder dê like hurr durr youtuber de merda hurr

Abraço do Lixo!

Próximo post HOJE AINDA (25/02), logo mais a noite 
"Carnalixo: Eu Já Fui um Macaco no Carnaval", anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: quando der na telha (de preferência aos sábados ou domingos);
Podcast Mundo Lixo: todo FDS (ou quando der);

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...


sábado, 18 de fevereiro de 2017

Netflixo - Resenha "iBoy"

A sugestão para sua noite de sábado deixar de ser um fracasso com vodka barata? O filme "iBoy".



O filme

iBoy é um filme de suspense e drama que conta a história de um adolescente e sua jornada para se vingar de bandidos imundos e, ao mesmo tempo, vingar o que fizeram com sua paixonite betística.

Este é um filme britânico baseado no livro homônimo de Kevin Brooks, e até fiquei curioso em ler, pois todo o enredo é interessante e poderia até mesmo virar uma série ou mini-série.

É mais um original Netflix novinho (2017) e conta com o Bill Milner (Son of Rambow; X-Men: Primeira Classe) como Tom e a gatinha nota 6/10 Maisie Williams (Game of Thrones; The Falling) no papel de Lucy. A direção é de Adam Randall (Fim do Jogo), e a classificação é 16 anos, então se você é um lixo juvenil, não vai pegar no seu Netflix Kids.




Por que é bom para lixões

Se você não gosta do tema herói e poderes, além de ser gay, não vai gostar do filme. Para o resto, não poderia ser melhor. Além disso, Tom é o típico beta/nerd da escola, apaixonado por sua "melhor amiga" e está meio que na friendzone. É um tema muito batido e chato, mas lixos como eu sempre se identificam com isso e ficamos torcendo pelo betinha se dar bem.

A princípio parece que o Tom é um trouxa que não tem coragem de chegar na sua paixonite, mas depois você vai percebendo que ele provavelmente tomaria um fora se chegasse. Ele não tem nada de destacado, só é um nerd bonzinho. Mas, depois de virar herói, nem a Princesa Arya Stark resistiria.


Arya. Eu pegaria fácil.


O enredo é bem animado e não demora muito para a merda central acontecer. Lucy é vítima de alguns bandidos encapuzados e Tom não consegue fazer nada para ajudar, e ainda leva um tiro na fuça. E é a partir daí que ele desenvolve alguns poderes interessantes, que misturam tecnologia como no jogo Watch Dogs, e outros mais dignos de Marvel ou DC Comics. Com isso, ele parte para uma caçada atrás de descobrir quem são os canalhas e como fodê-los sem KY.

Vamos manginar? Destaque para a Maisie Williams no papel de Lucy e não uma loirinha da pepeka rosa. Ficou muito mais bacana e natural. Aliás, ela faz muito o tipo de namoradinha dos betas lixosos, com seus 19 aninhos e 1,55m na vida real. Uma ótima nota 6/10, que depois de apaixonado você elevaria para 7,5/10 fácil kkkkk.


Perfeitos um para o outro, mas na vida real ela só deve querer bombados altos.


Conclusão

Tem ação, tem suspense, tem drama, mas também tem um tema batido. O desenvolver do filme é bem melhor do que o final, confesso, e por isso a nota vai ser 3/5 na lixeira de ouro. Mas ainda assim vale muito a pena assistir (trailer abaixo) e o link é esse aqui (Na Netflix lógico né seu palhaço, pra achar pirata você que navegue). 







----------------------- 

Já assistiu? Se assistir, comenta aí o que achou e não deixe de conferir os recados abaixo.

Abraço do Lixo!

Próximo post sábado que vem (25/02) 
"Carnalixo: Eu Já Fui um Macaco no Carnaval", anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: quando der na telha (de preferência aos sábados ou domingos);
Podcast Mundo Lixo: todo FDS (ou quando der);

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Deus odeia todos nós

Calma! Não fique bravo com o título polêmico. Eu não vou falar de Deus... Exclusivamente. Mas também de religião e da possibilidade de não existir um criador HAHAHA.


O filme começa bem, mas estragam com o típico discurso de que a vida é bela mesmo sendo uma merda.


A religião pra mim

Fui criado em família católica. Cresci "dentro" da igreja, fiz desagravo, fui coroinha, participei de grupos de jovens e crismei. Acho que li a Bíblia quase toda. Por que então cometo uma blasfêmia dessas? Você religioso e/ou crentelho imundo, deve estar se perguntando.

Com o tempo fui me afastando da igreja. Não vou pagar de revolucionário retardado aqui. No começo fui me afastando mais por preguiça, desânimo, falta de tempo e paciência. Eu continuava acreditando em Deus e rezando, mas não ia mais nas missas. Quase retornei para vida de católico praticante há um ano e pouco atrás, mas foi aí que eu comecei a pensar diferente.


A ilógica cristã

A doutrina cristã prega amor, paz, perdão, salvação e coisas maravilhosas. Com tantas coisas boas, o mundo deveria ser melhor, certo?! Mas não é. E muito disso é culpa dos próprios cristãos.
Em primeiro lugar, são raros os que se tornam cristãos por pura fé. Você não nasceu sendo católico, evangélico e nem nada do tipo. Você foi ensinado a ser assim. Tá que muitos mudam de religião e seguem o que dão na cabeça, independente da família, costumes e ensinamentos, mas estou falando da maioria. Então que merda é essa de dizer que eu devo obedecer e acreditar em não sei quantas coisas da Bíblia, sendo que se eu nascece filho de um índio da tribo xupasxoxota eu nem saberia de nada disso? Deus não me amaria nesse caso? Eu não seria merecedor do céu?


Esses caras merecem mais que eu e você?


Ser cristão é obedecer várias normas, sendo umas das principais o amor ao próximo e o perdão. Normas que amolecem o coração a ponto de muitas vezes você ser uma putinha da vida, oferecendo a outra face e levando portada a vida inteira. Reclamar? Blasfêmia! Você tem que agradecer a vida que Deus te deu. Ora, eu não lembro de ter pedido pra nascer. Eu não pedi pra ser um brasileiro fodido, feio, burro e cheio de defeitos. Ainda assim, você é obrigado a repetir esses mantras de que "a vida é boa, importante é saúde, tem gente pior..." E etc. Mesmo você cumprindo 99,9% das leis, sendo bom, sendo honesto, te jogam a culpa cristã. Uma espécie de maldição que te faz se sentir culpado até por tocar punheta. "Ah, mas tem gente na África passando fome", e que culpa que eu tenho O PORRA?! Eu não sou Deus, eu mal lido com meus problemas e ainda tenho que me sentir culpado por não lamber o prato do almoço, que EU PAGUEI, só porque tem um pretinho esfomeado em algum lugar da Somália?


Ser cristão não quer dizer ser do bem

Eu tive uma namoradinha nota 7 ou 8/10 que era uma princesinha. Ela era católica também e muito mais entusiasmada que eu. Por isso, me fazia ir com ela naqueles grupos de orações babacas, onde cantam pra cacete e tudo é aleluia e glórias. Toda semana estava eu feito um idiota fazendo dancinhas e louvando, mas é claro que o motivo principal de eu estar ali não era Deus e sim um pastel de pelo fedido.

Eu não entendia na época como ela poderia ter gostado de mim, mas é porque na verdade ela não gostava. Acho que o instinto católico e maternal dela me mostrou como uma opção razoável, afinal eu tinha a betisse impregnada até no cu, um painel de LED escrito PROVEDOR na testa. Não demorou muito e ela me galhou com um alfa. Quando a questionei sobre o porquê disso, ela apenas abaixou a cabeça e forçou o choro como uma vadiazinha, e quando eu disse as coisas da religião, do grupo de orações e etc., pois aquilo não era papel de uma católica, ela teve a pachorra de dizer que uma coisa não tem nada a ver com a outra e ainda falou que eu devia continuar indo nos encontros, porque eu devia amar a Deus. VTNC!




Por que eu falei todas essas merdas? Pra exemplificar como cristãos são na verdade filhos da puta como qualquer outros e que religião não tem nada a ver com ser ético, correto e bondoso. Na minha família também há casos de filha da putisse por causa de dinheiro, e todos que fizeram o inferno e o mal estão lá, indo na igreja, com fotinhas em Aparecida do Norte e o escambau. Não posso esquecer dos chefes que fazem o próprio inferno na vida de lixos como nós e depois vão com suas esposinhas orar e louvar ao senhor. VOCÊS SÃO SATANISTAS IMUNDOS FDP!

Acreditar em Deus e seguir suas supostas leis, não tem nada a ver com ser uma pessoa correta. Muitos burros dizem que se Deus não existisse e se as pessoas não fossem tementes a Deus, fariam várias atrocidades. É a mesma lógica burra de quem fala que se a ausência de estado gera o caos. Percebam que desde os primórdios as pessoas já tem uma noção do certo e do errado, antes mesmo da existência de leis e até mesmo sociedades pagãs ou sem crenças bem definidas. No Espírito Santo nós vimos que vários filhos de quenga fizeram merda, assim como outros não fizeram. Ao invés de inventar que isso é falta de estado e de Deus, analise melhor, pois isso mostra apenas que o estado fracassou, assim como Deus e as religiões. Ser do bem é uma obrigação e isso pode ser pautado tanto por leis, como por costumes, moral e ensinamentos não necessariamente teístas e cristãos.


Se Deus existe, ele nos odeia

Sim, eu escrevi isso. Eu sei que você tem vários motivos para acreditar que Deus é bom. Toda a culpa do caos do mundo é justificada da seguinte forma: livre arbítrio, vontade de Deus e demônio. Assista o vídeo abaixo e reflita um pouco.




Sério, que Deus é esse que permite isso? E olha que existem coisas piores (argumento usado por crentes para nos conformar com nossa vida ruim). Eu não sei muito das outras religiões pra poder ficar falando, mas todas religiões teístas acreditam em um Deus bondoso, justo e que sabe o que está fazendo. Mas no alto da minha ignorância eu ouso em dizer que só existem três alternativas:
  1. Deus é ruim;
  2. Deus não é poderoso o suficiente (pode estar preso por Satã, por exemplo);
  3. Deus não existe.
Se você é católico aprende que Jesus, filho de Deus e o próprio Deus (WTF?!) nos salvou. Até hoje eu não sei do quê. "Ah Ser Lixo, salvou dos nossos pecados, de uma vida miserável", tá eu ser um pecador hoje, mas há mais de dois mil anos atrás eu nem era nascido porra! Como posso me sentir culpado, como podem me culpar pela crucificação de Jesus?! Tá, ok! Vamos supor que eu seja mesmo um lixo pecador, que tem o pecado intrínseco a mim e que o mundo foi salvo, que nós fomos salvos por Jesus/Deus.




Não tem nem como eu começar a falar de tantas merdas que acontecem, que só podem me fazer acreditar que Deus nos odeia. Aí os espíritas podem dizer que isso acontece pra pagarmos pecados e/ou vida mansa em vidas passadas. Que merda é essa? Eu vou ser/fui mandado pra viver uma outra vida e não posso nem escolher? Mas aí vão dizer que você que escolheu, e eu vou dizer que vão todos tomar no olho do cu e que quero a cópia do contrato com minha assinatura porra!

Percebe como tudo tem uma justificativa pra culpar a nós mesmos, pelos erros do suposto Criador? "hurr durr sou pecador, não sou perfeito hurr a culpa é minha, hurr você está sendo vitimista e querendo culpar Deus pelos seus erros hurr". Velho, eu tenho um blog onde me chamo de Ser Lixo, falo que sou burro, inapto e sei que sou um bostão, agora existem coisas que você não controla em sua vida e por isso não pode levar a culpa toda. Como eu disse no post "Pais: culpados ou inocentes?" não é possível que a culpa seja só nossa. Se antes eu pensava em 60% culpa minha e 40% dos pais, ou 50/50, agora penso que pelo menos 25% é culpa de Deus. É isso, ou ele não existe.



Muitos lixos vão dizer que isso já foi refutado, mas NÃO, porque não foi refutado logicamente


Talvez Deus não exista

Você pode discordar de todo o texto e de tudo que eu falei até agora. Pode também discordar da hipótese de que Deus não exista, mas não pode discordar de que você não tem certeza de tudo. Muitos se irritam com os ateus e dizem que a maioria é adolescente ou pessoas que não amadureceram e que ficam o tempo todo provar que Deus não existe. Se de certa forma ateus chatos, teístas também são. Imagine-se ateu por um momento: você vive em uma sociedade ocidental com base em um calendário cristão, a maioria dos feriados são cristãos, todo mundo fala "fica com Deus, Deus te abençoe, oh Deus, oh céus...", enfim... É a mesma coisa de você ter terminado e a pessoa ficar falando da (o) seu ex a todo momento.

Não dá pra negar a importância de Jesus para civilização e ninguém em sã consciência duvida da sua existência. O que é mais difícil de acreditar é na sua divindade. Muitos livros foram escritos no mesmo período bíblico e nem por isso são 100% fiéis, então dizer que a bíblia é a prova cabal da existência de Deus não é um argumento muito válido. Fora as diversas traduções, interpretações, ter passado por várias mãos e etc. Pode um livro ser tão fiel depois de milianos? Veja que vários milagres relatados e, supostamente, atestado por milhares de pessoas, podem ter sido exagerados. Há várias hipóteses do mar vermelho não ter sido aberto como na novela da Record, mas abaixado em determinado ponto devido seca e sei lá mais o quê. Interferência divina? Talvez, mas nada digno de uma estatueta da academia.




Vamos mais além. Pense no universo como um todo. Pense em multiversos. Galáxias e mais galáxias, diversos planetas... Tudo isso criado por um único Deus? Ok. Mas, tudo isso criado para uma única espécie fedida e nojenta? O ser humano é um grão de areia, como podemos ser merecedores de vasta imensidão, como podemos ser imagem e semelhança de um Deus, se somos seres tão abomináveis e degradantes? É muita prepotência minha e sua acreditar nisso. Em um universo praticamente desconhecido, podemos cogitar a existência de vida alienígena, certo?! Se cogitamos isso, então pela maioria das religiões, estamos abdicando de acreditar em Deus e em seus ensinamentos sobre a humanidade ser sua criação "única", que ele tanto ama que deu a vida de seu filho, sua própria vida.

Agora, centenas de argumentos com milagres e que fé não se explica. Tem também aquele argumento de que tudo precisa ter uma causa para ter uma consequência, e que portanto, o universo precisa de um Criador. Mas quando questionamos: quem criou Deus? Aí já dizem que ele é onipotente e essa lógica não funciona com ele.

É uma merda mesmo tentar explicar tanta coisa. Como pensar em milagres, espíritos, assombrações, alma, aparições, etc. sem que exista um Deus? Sem que exista o místico, o espiritual? Bem, o nosso cérebro é uma loucura, ele é responsável por criar diversas coisas que nem sabemos se é real ou não. O que é real? Pense nos sonhos. Existe coisa mais louca do que isso. Por isso eu não duvido de que nosso cérebro possa pegar peças, mesmo quando estamos acordados. Milagres, vultos, assombrações, qualquer coisa do tipo pode muito bem ser coisa da nossa cabeça retardada. Se um simples gás de buzina, maconha e outros tipos de drogas podem fazer você ver gnomos, não me venha com essa de que é impossível a química do nosso cérebro ser alterada a tal ponto de ver Maria Mãe de Deus.


O que é real? Como você define o 'real'? Se você está falando sobre o que você pode sentir, o que você pode cheirar, o que você pode saborear e ver, o real são simplesmente sinais elétricos interpretados pelo seu cérebro. (Morpheus - Matrix)

Conclusão

O que podemos concluir? Nada. E é isso que me incomoda. Na verdade, me incomoda mais o fato de que as pessoas não se incomodam com isso, e acham que têm razão e plena certeza de tudo. Até pouco tempo eu também acreditava em Deus cegamente, mas hoje já não sei se acredito ou não. O pensamento agnóstico é um dos ideais, neste caso. Eu não sei se existe ou não. Eu sei que o mundo parece abandonado, com muito caos e merdas acontecendo e que pode ser que ele não exista. Mas eu posso estar errado, assim como você também pode estar.

----------------------- 

Vamos lá! Comente e mostre que eu sou um lixo, seu lixo! Talvez Deus seja só um menino que deixou seus brinquedos espalhados.

Visite as próximas postagens, confira abaixo as datas.

Abraço do Lixo!

Próximo post sábado que vem (18/02) - "Netflixo - Resenha de Filme"
, anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: Sábado 18/02 - "Netflixo - Resenha de Filme ou Série"; Sábado 25/02 - "Carnalixo: Eu Já Fui um Macaco no Carnaval".

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Atualização Patrimonial e Considerações sobre o Mês - Janeiro/17

Olá, lixos imundos terrestres. Vim do futuro para trazer esta mensagem criptografada: etropa ues ohlif ad atup! sam, mes rabuor.




Lá se vai o 1º mês do ano. Eu fico puto com o tempo passando tão rápido, mas fiquei feliz com o fechamento desse mês. Confere aí o porquê.


Finanças:

Janeiro foi de muitos gastos com cartão de crédito e foi o primeiro mês que não aportei nada. Como já tinha dito anteriormente, resolvi gastar comigo na black bosta e no fim de ano e muitos gastos foram empurrados para janeiro. Mas, para minha surpresa, meus investimentos valorizaram graças ao leve otimismo na economia e a grande valorização dos bancos na bolsa.

Pra ter uma ideia, na época do impeachment e toda aquela merda eu comprei ações de banco por 14 mandioquinhas e hoje elas estão valendo na faixa de 32 temers 😎.

Outra coisa: estou com pouco mais de 11 mil dinheiros. A princípio pensei em deixar 10 mil fixos na poupalixo, mas estou revendo essa ideia idiota. Só não sei ainda o que fazer com essa grana, pois não quero investimento em longo prazo (mais de 1 ano já seria ruim pra mim) devido mudanças que podem acontecer em minha vida este ano (veja no tópico 'profissional'). Talvez eu deixe 5 mil em poupança e compre algumas ações ou algum CDB, mas ainda não decidi.

Distribuição Aproximada

Renda Fixa: 34,20%
Variável (Ações): 38,06%
Dinheiro: 27,60%

Rendimento

Renda Fixa1,29%
Variável (Ações)13,25%
Dinheiro0,54%

Resultado geral: alta.


Coloquei também o rendimento real de 2016, descontado o IPCA. Acho que ficou certo (Clique para ampliar).


Blogosfera: Ainda estou bem desorganizado e sem tempo, o que me atrasa na leitura de blogs amigos e também nas postagens aqui. O podcast, sinceramente, não sei se vou continuar fazendo, pois dispende muito tempo e praticamente não existe sites gratuitos para fazer a hospedagem.

Mas, preparei alguns posts para este mês e a programação você confere nos recados finais deste post.

Ah, não se esqueça de conferir o ranking do Mestre dos Centavos e conferir se eu subi ou caí de posição.

Estudos/profissional: Eu estou com um plano de demissão em mente, mas para o longo prazo (2 anos e meio, aproximadamente). Por enquanto não vou postar mais detalhes, pois existe a chance de eu ser chamado em dois concursos que prestei e que vencem este ano. Não é garantido pois os dois eram cadastro de reserva e o PT fodeu todos os órgãos e empresas públicas e, claro, acabou me fodendo e talvez acabando com meu sonho de sair do meu emprego que odeio. Os estudos para outros concursos continuam, mas ainda não peguei o gás como queria.

Corpo e saúde: Estou tomando mais sucos de fruta que eu mesmo faço, e maneirando nos carboidratos lixos durante a semana, mas sem muitas novidades.

Vida social: 


NoFap: Caí feio amigos. Sei tudo que falei e prometi, mas foi mais difícil do que imaginei. Fiquei com um desejo extremo durante 20 dias. Acordava com uma tora no meio das pernas, não conseguia ficar sem olhar para bundas nas ruas e já estava pensando em chamar uma puta feia da minha cidade, até que do dia 21 em diante eu fapei, e muito! Reiniciei o NoFap somente no sábado dia 28. Espero mês que vem poder dizer que consegui. Dias até agora: 6.


Caindo em 5,4,3... :@
----------------------- 

E o seu primeiro mês do ano, como foi?

Visite as próximas postagens, confira abaixo as datas.

Abraço do Lixo!

Próximo post sábado que vem (11/02) - "Deus Odeia Todos Nós"
, anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: Sábado 11/02 - "Deus Odeia Todos Nós"; Sábado 18/02 - "Netflixo - Resenha de Filme ou Série"; Sábado 25/02 - "Carnalixo: Eu Já Fui um Macaco no Carnaval".

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Verão é pra rico, frio é pra pobre

Pra você que reclamou do frio o meu mais sincero vá tomar no cu!




Eu entendo vocês sulistas que acordam e custam a achar o pinto pra poder mijar, mas acredito que mesmo o frio que faz aí é 10 vezes melhor do que o calor do verão. Todo ano é a mesma coisa: pessoas reclamando do calor, do frio, da chuva... Mas, estou convicto de que o calor afeta muito mais os pobres do que o frio.

"O quêeeee?! Você só pode estar louco Lixo, milhares de mendigos morrem por ano em decorrência do frio." Sim seu FDP, assim como milhares de pessoas morrem por ano com o calor, fora inúmeras que desmaiam e passam mal nesta época maldita. Além disso, o que você acha mais fácil, comprar um cobertor ou um ar condicionado?


Ricos



Os ricos acordam em suas casas devidamente arejadas e/ou ventiladas por ar-condicionado, tomam sucos naturais geladíssimos, uma ducha master gelada e se dirigem ao trabalho em seus carros com ar e banco de couro geladinho e confortável. Isso quando vão trabalhar, porque nesta época do ano a maioria está curtindo férias em resorts, praias e lugares paradisíacos, regados a água  de coco, cerveja gelada e muita mulher gostosa.


Pobres



O pobre mal conseguiu dormir devido o calor infernal e pernilongos. Na verdade ele torce que seja picado por um pernilongo, pois seria melhor que Zica, "Chico Cunha" e o caralho a quatro. Sua casa parece um forno, muitas vezes por ser apenas uma laje batida sem qualquer cobertura, ou porque é um cubículo mal ventilado. Pra beber só tem o café requentado, e quando tem suco não tem gelo. Quando tem suco e gelo, pode ter certeza que sua saúde está indo pro saco pois é suco vagabundo de pacotinho. O banho gelado pouco adianta porque ao começar a enxugar ele já está suado de novo. Ele até fica feliz por economizar na luz, mas esquece que a geladeira vai gastar muito mais, muitas vezes gelando muito menos. Ir para o trabalho é como caminhar ao lado de Satã. De carro, a maioria não tem ar e mesmo que tenha levará sol na cara, devido os vidros vagabundos de carro populixo. Fora o trânsito infernal e falta de segurança ainda maior. Ir a pé é a desgraça pura. Não bastasse a sensação térmica infernal, você quase tem uma queimadura de 3º grau, fica com várias marcas de sol totalmente desproporcionais (minha nuca é muito mais preta que o resto do corpo. Nojento e ridículo!), chega cansado, suado e fedendo no trampo. Pegar ônibus ou metrô é ter a sensação de ser uma salsicha espremida em uma marmita, dentro do micro-ondas.


Diversão pra quem?

Se todos esses motivos não bastam para odiar o verão, adicione a inquietude do povo, muita mais pessoas nas ruas, música alta nos vizinhos e em tudo quanto é canto, com carros tunilixos passando de um lado pro outro... Enfim, o verão é um caos. Uma vez disse isso para um colega e ele me disse que adorava o calor porque as mulheres andavam quase peladas na rua. PQP! É esse seu argumento seu filho de uma aidética? Ver mulheres que você certamente nem vai comer? Adicione esse motivo a minha lista de ódio ao verão. Ver mulheres gostosas na rua só me deixa puto e atrapalha minha concentração e vida. Ainda tem o problema da segurança que mencionei. Já reparou que países que têm estações bem definidas ou são mais frios possuem índices de criminalidade baixos? Que ladrão vai querer sair na rua pra roubar com -5ºc?



Praias? Piscinas? Curtição? Bem, eu odeio praias e piscinas públicas pois acho nojento, barulhento e um caos total. Já fui algumas vezes quando era mais social e não curto mais. Além disso, EU NÃO SEI NADAR. Eu sei, é uma bosta! É ridículo ir pra clube, parque aquático ou praia sem saber nadar. Sem contar que nesses lugares os índices de doenças são absurdos, e você voltar com uma micose ou coisa do tipo não é raro. Por falar em doenças, as respiratórias triplicam. Sinusite, rinite, gripes e a turma toda te atacam com força. Uma merda!

Eu sendo incentivado a nadar pelo amigo

----------------------- 

E você, prefere frio ou calor? Como está lidando com o verão em sua cidade?

Abraço do Lixo!

Próximo post sei lá
, anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: quando der na telha (de preferência aos sábados ou domingos);
Podcast Mundo Lixo: todo FDS (ou quando der);

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Atualização Patrimonial e Considerações sobre o Mês - Dezembro/16

*Atualizado Lá vem o Lixo começando o primeiro post do ano atrasado!


Correndo para chegar no ranking do Mestre dos Centavos


Post atrasado devido problemas em meus arquivos e no notebook. Já comecei o ano enrolado e puto com isso. Alguns tópicos foram renomeados e estão mais abrangentes.


Finanças:

Obs.: Se o Mestre dos Centavos estiver lendo, tinha um erro no fechamento anterior.

Mês em que fiz um bom aporte, mas não acompanhei os investimentos tão de perto. As ações estão caindo muito às vésperas do fechamento. Comprei muita coisa e gastei muito, mas só agora em janeiro estou pagando, então é bem provável uma queda grande no próximo mês. No geral, acho que foi um bom 1º ano de aportes e rendimentos.

Distribuição Aproximada

Renda Fixa: 35,56%
Variável (Ações): 35,38%
Dinheiro: 29,04%

Rendimento

Renda Fixa0,85%
Variável (Ações)-3,78%
Dinheiro0,43%

Resultado geral: baixa.

Clique para ampliar



Blogosfera: Comecei 2017 atrasando post e sem podcast, mas vou fazer o máximo para ajeitar isso. O maior problema é meu notebook que estava apresentando problemas.

Passamos de 50 mil visualizações em menos de 1 ano \o/ Obrigado a todos, principalmente os que comentam e interagem.

O ranking do Mestre é, talvez, a novidade mais aguardada na blogosfera. Não deixe de visitar e conferir.

Estudos/profissional: Ainda não está como deveria, mas a promessa pra 2017 é estudar muito pra conseguir um novo emprego. Mês que vem comento mais sobre. Um anon fez uma pergunta interessante sobre estudos no post Metas e Perspectivas, confere lá!

Corpo e saúde: Comecei agora em janeiro a comer melhor, pelo menos durante a semana, e estou naquela vibe: melhor retido e forte que definido e fraco.

Vida social: Nada de novo aqui, mas recebi algumas investidas de mulheres (submedianas é claro) e apesar de eu ter falado que ficaria longe delas, está sendo difícil resistir. Talvez eu comece a me relacionar com alguma delas ou tente comer e rachar fora. Efeitos do NoFap?

NoFap: Como dito no post anterior, entrei no modo NoFap (sem fapar) e já são 10 dias nessa. Estou acordando todos os dias com paudurecência e com muito desejo sexual. Deve ser por isso que estou pensando em pegar feiosas. Vamos acompanhar!


Eu no começo do NoFap



----------------------- 

Espero conseguir reverter essa primeira semana meio desastrosa de janeiro e que seja um bom ano.

Abraço do Lixo!

Próximo post sei lá
, anota aí! ;) 

Posts fixos: Atualização Financeira e Considerações sobre o mês - Todo dia 1º
Posts especiais: quando der na telha (de preferência aos sábados ou domingos);
Podcast Mundo Lixo: todo FDS (ou quando der);

Fala que eu te leio: umserlixo@gmail.com; inbox via face; formulário de contato ao lado; comente ou pombo correio para o lixão mais próximo. 

Curta a página do Lixosiga o Lixo, inscreva-se no meu canal lixo. Não vai acrescentar nada na sua vida nem na minha, mas vai lá, ou não...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...